Viva Eduardo Campos

13 de agosto de 2014

Às vezes parece que o mundo está girando rápido demais, às vezes muito devagar, mas agora parece que o mundo parou.

Não dá para pensar em Eduardo Campos morto.

Outro dia, no Teatro Casa Grande, aqui no Rio, eu comentava o quanto Ariano Suassuna gostava de uma expressão do Luiz Fernando Veríssimo:
- Quando achamos que temos todas as respostas, a vida muda as perguntas!

Acho que temos perguntas novas, do mistério da vida.

A luz da alegria de viver do Eduardo continua acesa e assim permanecerá transmitida pela Renata e pelos filhos do casal.

Viva Eduardo Campos.